BOA TARDE ! Sindiavipar, 30 de outubro de 2014
Release
30/04/2009
MAPA eleva conceito de sanidade avícola do Paraná

Em auditoria realizada pelo Ministério da Agricultura, estado alcança  o conceito B no Plano Nacional de Prevenção à Influenza Aviária e Doença de Newcastle

O setor avícola do Paraná conquistou a classificação do estado no conceito B no Plano Nacional de Prevenção à Influenza Aviária e Doença de Newcastle, do Ministério da Agricultura. O anúncio nacional da classificação dos estados brasileiros foi feito nesta sexta-feira (17/04), em Curitiba, pelo secretário nacional de Defesa Agropecuária, órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Inácio Kroetz. Pela classificação, três estados brasileiros são considerados referências na questão de sanidade avícola: Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso, que receberam a melhor avaliação do Ministério na auditoria.
Esta é a segunda auditoria realizada pelo MAPA para avaliar os estados dentro do Programa Nacional de Sanidade Avícola. Na classificação de 2007, o Paraná tinha recebido o conceito C, o que significava “nível intermediário, necessitando da coordenação do MAPA na condução de alguns procedimentos sanitários”. Para melhorar a sua classificação, nos últimos meses diversos trabalhos foram conduzidos pela iniciativa privada e o governo do Paraná, dentro de questões de treinamento e adequação do estado nas normais internacionais de sanidade avícola. Hoje, entre os 22 estados participantes do programa, o Paraná é o que possui melhor classificação dentro da faixa B.
Para o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins, o avanço na classificação paranaense, passando do conceito C para o B, retrata a preocupação e os investimentos de toda a cadeia avícola no controle de qualidade da produção. “Essa titulação veio para coroar o trabalho incansável conduzido pela iniciativa privada e os órgãos estaduais, colocando o Paraná em posição de destaque nacional quanto à sanidade avícola”, afirma.
De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, o Plano Nacional de Prevenção à Influenza Aviária e Doença de Newcastle tem como objetivo fortalecer a estrutura de defesa sanitária e dar garantias aos consumidores sobre a qualidade dos produtos avícolas brasileiros. “O frango é, em termos de volume, a carne com maior exportação do Brasil. Atualmente, o país responde por cerca de 30% de participação na produção e exportação de frango de corte no mundo”, destaca. Neste segmento, o Paraná ocupa atualmente a liderança na produção de frango de corte no país e é, junto com Santa Catarina, o maior exportador do produto.
Segundo Kroetz, a criação do sistema de classificação atendeu a uma reivindicação do setor produtivo, dentro do programa de regionalização da avicultura brasileira. “O plano verifica a capacidade de gerenciamento do risco na área aviária e conta com a participação de 22 estados brasileiros numa análise dos procedimentos de proteção do plantel avícola nessas localidades”, diz.




« Voltar
--- PATROCINADORES --- Sindicato associado a ABPA
Av. Cândido de Abreu, 140 Salas 303/304 - Centro Cívico . Curitiba-PR - CEP: 80.530-901 | 41.3224.8737
Desenvolvido por
Ubis Ideias Digitais logo
Ideias digitais